Archives for Ao Cadáver

Ao Cadáver

“Você nasceu, cresceu, sorriu, sonhou e chorou. Por certo amou e foi amado. Com seu abnegado silêncio, sem nada exigir e sem nada perguntar, nos permitiu o primeiro contato com a natureza física do homem.…
Continue
Ao Cadáver

Ao Cadáver

Infinitos são os agradecimentos àqueles que, através de seus corpos inertes — sem vida na carne, porém com vida em espírito —, permitiram-nos aprender e apreender conhecimentos tão necessários ao nosso estudo durante a nossa…
Continue